JAMES JOYCE

Bem-vindos viciados em leitura para uma nova biografia. O escritor da vez é James Joyce, vamos conhecer sua vida, obras, pensamentos além de link para baixar seus livros!!! Vamos lá!

james

James Joyce (1882-1941) nasceu em Dublin, na Irlanda, no dia 02 de fevereiro de 1882. Filho de rica família católica recebeu uma rígida formação com padres jesuítas, contra a qual mais tarde se rebelou.

A família de seu pai, originalmente de Fermoy, Condado de Cork, fora proprietária de pequenos negócios na área de sal e limão. Tanto o pai como o avô paterno de Joyce casaram no seio de famílias ricas, embora o suposto ancestral da família, Seán Mór Seoighe (que viveu por volta de 1680) fosse um pedreiro de Connemara. Em 1887, seu pai foi nomeado coletor de impostos pela Dublin Corporation; a família posteriormente mudou-se para a elegante pequena cidade de Bray, localizada a 19 km de Dublin.

de brayCidade de Bray

 Por volta dessa época Joyce foi atacado por um cão, o que gerou nele uma cinofobia ao longo da vida. Também sofria de brontofobia, pois uma tia supersticiosa tinha descrito trovoadas a ele como um sinal da ira de Deus. No ano seguinte, o menino começa sua educação no Clongowes Wood College, um internato no Condado de Kildare.

Em 1891, James escreveu um poema, Et Tu Healy, sobre a morte de Charles Stewart Parnell. Seu pai fê-lo imprimir e até mandou uma cópia para a biblioteca do Vaticano. Em novembro do mesmo ano, o nome John Joyce foi inscrito na Stubbs Gazette (um registro oficial de falências) e afastado do trabalho. Em 1892, James tem de sair de Clongowes pois seu pai não podia mais pagar por sua matrícula; em 1893, John foi demitido com uma pensão. Assim começou uma descida rumo à pobreza para a família, principalmente devido ao consumo de álcool por John e sua inaptidão financeira em geral. John Joyce foi o modelo para o caráter de Simon Dedalus no Retrato do Artista Quando Jovem e Ulisses, assim como do tio do narrador em diversos contos de Dublinenses.

Após Clongowes, Joyce estudou em casa e por um breve tempo na escola dos Christian Brothers na rua Richmond norte, antes que se lhe oferecesse uma vaga na escola jesuíta de Dublin, o Belvedere College, em 1893. A oferta foi feita, ao menos em parte, na esperança de que se demonstrasse que ele tinha uma vocação e se juntaria à Companhia de Jesus. Joyce, porém, rejeitou o catolicismo aos dezesseis; apesar disso, a filosofia de Tomás de Aquino permaneceria uma de suas fortes influências por toda a sua vida.

Ele se matriculou no University College Dublin em 1898. Ele estudou línguas modernas, especificamente inglês, francês e italiano. Também envolveu-se com os círculos teatrais e literários da cidade. Sua resenha do Novo Drama de Henrik Ibsen foi publicada em 1900 pela Forthnightly Review e resultou numa carta de agradecimento pelo próprio dramaturgo norueguês. Joyce escreveu alguns outros artigos e pelo menos duas peças (uma delas intitulada A Brilliant Career, “Uma Carreira Brilhante”; ambas desde então se perderam) durante este período. Muitas das suas amizades do University College aparecem como personagens nos livros de Joyce.

dubin.jpgUniversity College Dublin

Um exilado de sua própria pátria, Joyce foi profundamente influenciado por sua vivência irlandesa, que empresta a sua obra o cenário e os temas mais frequentes. Em 1902, vai estudar Medicina em Paris, mas no ano seguinte, com a morte da mãe, retorna à Irlanda. Trabalha como professor particular, em seguida muda-se para Zurique e depois para Trieste, na Itália, onde se sustenta dando aulas de inglês.

Aos vinte anos, ele parte para Paris com o objetivo de se tornar médico, mas troca esta carreira pela de professor de língua inglesa e passa a se dedicar à literatura. Um ano depois, com a morte de sua mãe, ele retorna a Dublin, exercitando o jornalismo literário. Em 1904 ele escreve um pequeno ensaio, elaborado em apenas um dia, Um Retrato do Artista, mas sua publicação é rejeitada pela revista Dana. Quando completa vinte e dois anos, ele retoma esta narrativa e decide convertê-la em um romance, o qual ele tinha a intenção de batizar com o nome de Stephen Hero. Nesta mesma época ele lança sua primeira obra adulta, uma sátira, O Santo Ofício, e conhece sua futura esposa, Nora Barnacle.

noraNora

Durante este período, Joyce também entra em contato com o estudante de medicina Oliver St John Gogarty, que servirá de modelo para a criação do personagem Buck Mulligan, de sua obra-prima Ulisses. Outro companheiro, amigo de seu pai, Alfred Hunter, será o protótipo do protagonista do mesmo romance, Leopold Bloom, que inspirará a realização anual do Bloomsday, festa literária promovida em várias partes do mundo para homenagear James Joyce e sua obra mais famosa.

Logo depois, ele e Nora se auto exilam em Trieste, onde hoje se localiza a Itália. A partir daí o escritor permanece no continente europeu, terra natal de seus filhos Giorgio e Lucia. Com o lançamento de seu livro Música de Câmara, uma coletânea de 36 poemas curtos, influenciados pela poética elisabetana, própria de autores como Shakespeare, Joyce se torna protegido pelo poeta Ezra Pound, que inclui sua obra na Antologia Imagista, por ele editada.

musica.png

Sua antologia de contos, Dublinenses, é lançada em 1914, provocando intensa polêmica entre os críticos mais conservadores, pois o autor é implacável e realista ao retratar sem pieguice as misérias da existência na Irlanda. Joyce inicia a criação de sua única peça, Os Exilados, uma espécie de ponte entre o conto que fecha seu livro anterior, Os Mortos, e o futuro Ulisses.

Com o início da Primeira Guerra Mundial, Joyce é obrigado a se refugiar na neutra Zurique, na Suíça, pois sua cidadania inglesa o tornava adversário dos austro-húngaros. Lá ele lança sua produção dramatúrgica, continua elaborando Ulisses e publica Retrato do Artista Quando Jovem, uma ficção autobiográfica, em 1916. Este livro é uma retomada do abandonado projeto Stephen Hero, com Stephen Dedalus simbolizando o escritor.

o retrato

Com o final da Guerra, Joyce segue para Paris em 1920, e na capital francesa permanece por vinte anos, com a exceção de duas passagens pela Irlanda. Aí ele realiza diversas cirurgias nos olhos, para combater a iridite, inflamação da íris, que cada vez mais afetava sua visão. Na Cidade-Luz ele também completa seu romance Ulisses, cuja história passa-se em um único dia, 16 de junho de 1904, em Dublin. Seus personagens, Stephen Dedalus, Leopold Bloom e Molly Bloom, enfrentam situações correspondentes aos episódios da Odisseia, de Homero. Nessa obra, James Joyce reinventa a linguagem e a sintaxe. Radicaliza a linguagem narrativa, explorando processos de associação de imagens e recursos verbais, paródias estilísticas e o fluxo da consciência. Também incorpora teorias da psicanálise freudiana sobre o comportamento sexual. O livro é proibido no Reino Unido e nos Estados Unidos, onde só é liberado em 1936. Esse livro o consagra internacionalmente, e consta sempre do cânone literário ocidental, no segundo ou terceiro lugar. Nesta mesma ocasião, em 1931, Joyce e Nora se casam em Londres.

Ulisses

Ao lado da família e dos amigos, ele cria, ao longo de dezessete anos, uma verdadeira epopéia, Finnegans Wake, seu último livro, todo elaborado com uma linguagem criada pelo autor especialmente para esta obra. Enquanto Ulisses é completamente solar, diurno, Finnegans Wake é a celebração da noite.

fines

Quando explode a Segunda Guerra Mundial, Joyce novamente se exila em Zurique, fugindo da França ocupada pelos nazistas. Joyce sofre seguidas cirurgias em razão de problemas na visão.

James Joyce faleceu em Zurique, Suíça, no dia 13 de janeiro de 1941, mas permanecem vivos, eternamente, seus personagens, já incorporados à realidade literária, ou seja, à galeria dos heróis que circulam livremente entre os viventes, como um marco da literatura moderna.

ulisses colori

            Poemas e pensamentos

“Tudo é caro demais quando não é necessário. ” 

“As ações dos homens são os melhores intérpretes dos seus pensamentos.” 

“Questões que se resolvem com violência nunca ficam resolvidas.”

Outras frases: 
http://pensador.uol.com.br/frases_james_joyce/
kdfrases.com/autor/james-joyce
www.citador.pt/frases/citacoes/a/james-joyce

Livros para baixar

Retrato do Artista quando jovem
Ulisses
Dicionário mulheres do Brasil
Dublinenses

Vídeos

Conferência sobre James Joyce

Referências

https://www.ebiografia.com/james_joyce/
http://educacao.uol.com.br/biografias/james-joyce.htm
https://pt.wikipedia.org/wiki/James_Joyce
www.infoescola.com/escritores/james-joyce/
veja.abril.com.br/blog/meus…/os-mortos-e-boa-introducao-a-obra-de-james-joyce/

Até mais!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s