DANTE ALIGHIERI

Bom dia!! Hoje apresento-lhes Dante Alighieri, esse escritor espetacular. Vamos conhecer sua vida, obras, baixar seus livros e conhecer seus pensamentos!

dante

Dante Alighieri nasceu em Florença, Itália, provavelmente em maio de 1265. Não há documentos oficiais que comprovem seu nascimento. Como ele afirmava ter vindo à luz com o signo de Gêmeos, supõe-se que ele tenha nascido entre o final do mês de Maio e meio de Junho. Assim, os pesquisadores chegaram a uma data mais provável, a de 29 de maio de 1265.Nasceu numa importante família florentina (cujo apelido era, na realidade, Alaghieri) comprometida politicamente com o partido dos guelfos, uma aliança política envolvida em lutas com outra facção de florentinos: os gibelinos. Os guelfos estavam ainda divididos em “guelfos brancos” e “guelfos negros”.

casa

O seu pai, Alighiero di Bellincione, foi um “guelfo branco’. Não sofreu, porém, qualquer represália após a vitória do partido gibelino na Batalha da Montaperti. Essa consideração por parte dos próprios inimigos denota, com alguma segurança, o prestígio da família.

A mãe de Dante chamava-se Bella Degli Abati, nome algo comentado por significar “a bela dos abades”, ainda que Bella seja uma contração de Gabriella. Morreu quando Dante contava apenas com cinco ou seis anos de idade. Alighiero rapidamente se casou com Lapa di Chiarissimo Cialuffi. (Há alguma controvérsia quanto a esse casamento, propondo alguns autores que os dois se tenham unido sem contrair matrimônio, graças a dificuldades levantadas, na época, ao casamento de viúvos). Dela nasceram o irmão de Dante, Francesco, e Tana (Gaetana), sua irmã.

Aos nove anos se apaixona por Beatriz, que seria a musa de suas obras. Com a idade de doze anos, em 1277, sua família impôs o casamento com Gemma, filha de Messe Manetto Donati, prática comum — tanto no arranjo quanto na idade — na época. Era dada uma importância excepcional à cerimônia que decorria num ambiente muito formal, com a presença de um notário.

Também Beatriz, possivelmente Beatrice Portinari, a quem conheceu quando os dois tinham nove anos, e a quem só reencontraria em 1283, casara-se com o banqueiro Simone dei Bardi, pelos mesmos motivos, normalmente alianças políticas.

Perde o pai prematuramente, ao completar 18 anos.

Dante teve vários filhos de Gemma. Como acontece, geralmente, com pessoas famosas, apareceram muitos supostos filhos do poeta. É provável, no entanto, que Jacopo, Pietro e Antônia fossem, realmente, seus filhos. Antônia tomou o hábito de freira, com o nome de Irmã Beatriz, como a antiga amada do pai.Um outro homem, chamado Giovanni, reclamou também a filiação mas, apesar de ter estado com Dante no exílio, restam algumas dúvidas quanto à pretensão.

Em 1290 morre Beatriz. Em 1292, escreveu “Vita Nuova” que é um canto de louvor a sua amada. O poeta não encontra consolo nesta morte e modifica radicalmente seu comportamento, buscando respostas nas obras de Aristóteles e na poesia. Neste período ele sofre fortes influências de dois poetas da sua Itália – Brunetto Latini, que já pioneiramente escrevia no idioma italiano, e Guido Cavalcanti. Ao lado deste ele institui o Dolce Stil Nuovo. De sua formação acadêmica se sabe também pouca coisa, alguns creem que ele frequentou a Universidade de Bologna, outros que ele foi um autodidata.

vida nova

Em 1294, foi eleito o papa Bonifácio VIII, que desejava restaurar o domínio da Igreja, na Toscana. Em 1302, Florença, ameaçada de ser invadida por Carlos de Valois, aliado do papa, enviou a Roma uma comissão constituída por três membros, entre eles, Dante. Quando o papa lhe permitiu voltar, Florença já estava sob o domínio dos invasores.

Em 27 de janeiro de 1302, Dante foi acusado de corrução no desempenho de cargo público e condenado a pagar pesada multa. No dia 10 de março a sentença foi modificada e Dante seria queimado vivo se ficasse em Florença. A partir de então, exilado, vagou pelas cidades de Verona, Bolonha e Ravena.

Danti Alighieri, entre os anos de 1304 e 1307, escreveu duas obras: “O Convívio”, composta de quatro tratados, no primeiro, defende o uso da língua vulgar e explica que nela escreveu a obra para que todos pudessem lê-la. E “De Vulgari Eloquentia”, escrita em latim, na qual retraça a origem e a história da linguagem e debate o problema dos dialetos.

Por seus méritos literários, Dante Alighieri pensava obter revogação do exílio, mas não conseguiu. Concentrou-se então, na elaboração de um tratado político, em latim, “De Monarchia”, a utopia de um poeta que sonhou realizar a harmonia entre o poder espiritual e o civil, e obter a justiça num mundo destruído pela discórdia.

de monarchia

Além da literatura, Dante também se interessava pela pintura e pela música. Na poesia, ele é constantemente inspirado pelo amor que nutre por Beatriz, só comparável a sua paixão pela política. 

A sua obra-prima, foi inicialmente denominada “Comédia” e mais tarde qualificada pelo poeta Boccaccio, de “divina”, pelo assunto e pela arte com que fora apresentada. A partir da edição veneziana de Giolito, o poema passou a ser chamado de “Divina Comédia”. Em 1317, a primeira parte de sua obra já era conhecida pelo público. A segunda parte foi publicada em 1319 e a terceira após sua morte.

A-Divina-Comediabaixar livro

A Divina Comédia é formada de três partes, Inferno, Purgatório e Paraíso. Cada parte é composta de 33 cantos. Um canto que serve de introdução perfaz um total de 100 cantos. Dante é o personagem principal do poema. A obra foi concebida como uma viagem ao além-túmulo. O Inferno começa numa selva escura onde o poeta se encontra perdido. Vem ao seu encontro Virgílio, encarregado por Beatriz de guiar seu amado através do Inferno e do Purgatório. Percorrendo o Purgatório, Dante e Virgílio encontram-se numa ilha perdida no meio do oceano, do outro lado do mundo. Nela se ergue a montanha do Purgatório e no cume a bela floresta do Paraíso.

painel divina.jpg

A Divina Comédia representa um julgamento moral e político de Dante, às vezes extremamente severo. Mas simboliza ao mesmo tempo, o sonho de modificar a humanidade, mostrando-lhe as verdades eternas que ele descobriu.

divina.jpg

Em 1318, Dante é convidado pelo príncipe de Ravena, Guido Novello da Polenta, a morar em seu reino. Aí o poeta conclui o Paraíso. Pouco tempo depois ele morre, provavelmente vítima de malária, no ano de 1321, aos 56 anos. Seu corpo é enterrado na Igreja de San Pier Maggiore, hoje conhecida como Igreja de San Francisco. Nem mesmo seus restos mortais retornariam a Florença.

paraiso

FRASES E PENSAMENTOS

“Quanto maior é a sede, maior é o prazer em satisfazê-la.”

“Puderam vencer em mim o ardor, / que me levou a conhecer o mundo, / e os vícios e as virtudes dos homens….”

“No inferno os lugares mais quentes são reservados àqueles que escolheram a neutralidade em tempo de crise.”

“A razão vos é dada para discernir o bem do mal.”

MAIS FRASES EM:

http://pensador.uol.com.br/autor/dante_alighieri/
http://kdfrases.com/autor/dante-alighieri

REFERÊNCIAS

https://www.ebiografia.com/dante_alighieri/
http://www.infoescola.com/biografias/dante-alighieri/
http://www.suapesquisa.com/pesquisa/dante.htm
http://educacao.uol.com.br/biografias/dante-alighieri.htm
https://pt.wikipedia.org/wiki/Dante_Alighieri

Espero que tenham gostado da incrível história desse grande escritor!!! Até o próximo post!

 

Anúncios

5 comentários sobre “DANTE ALIGHIERI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s