Qual seu livro predileto? – Respostas (parte 2)

tumblr_mtlcdiZKPX1sjro9ko1_500

Livros, livros e mais livros!!! Escolher aquele que mais tocou nosso coração é uma tarefa quase impossível!!! Todo dia acrescentamos mais um naquela lista dos inesquecíveis! E para nossa segunda parte da enquete Qual seu livro predileto indicarei mais 2 livros que, de alguma maneira, mudou a maneira de pensar e abriu as portas da leitura para muitas pessoas ….. principalmente para a Biaah Teodoro  e a queridíssima do blog Pausa pra refletir !!!

E os indicados são: “Orgulho e preconceito”   e “A menina que roubava livros”

Nossa, ambos são cheios de sentimentos e nos trazem sempre um aprendizado. Já tive o prazer de lê-los e me sinto honrada em partilhar com vocês. 

ORGULHO E PRECONCEITO

O que dizer desse livro….Simplesmente demais!! Está na minha lista dos prediletos e seu enredo é digno dos 10 melhores de todos os tempos já publicado em posts anteriores!!! Veja

5º Lugar: ORGULHO E PRECONCEITO – JANE AUSTEN

ORGULHOConsiderada a primeira romancista moderna da literatura inglesa, Jane Austen começou seu segundo romance, ‘Orgulho e Preconceito’, antes dos 21 anos de idade. Assim como em outras obras de Austen, o livro é escrito de forma satírica. ‘Orgulho e Preconceito’, pode ser considerado como especial porque transcende o preconceito causado pelas falsas primeiras impressões e adentra no psicológico, mostrando como o auto-conhecimento pode interferir nos julgamentos errôneos feitos a outras pessoas a autora revela certas e posturas de seus personagens em situações cotidianas que, muitas vezes, causam momentos cômicos aos leitores, dando um caráter mais leve e satírico ao livro. As emoções e sentimentos devem ser decifrados por quem decidir mergulhar na obra de Jane Austen, uma vez que encobertos nas entrelinhas do texto. A escritora inglesa apresenta seu poder de expressar a discriminação de maneira sutil e perspicaz em ‘Orgulho e Preconceito’; ela é capaz de transmitir mensagens complexas valendo-se de seu estilo a um tempo simples e espirituoso. O principal assunto do livro é contemplado logo na frase inicial, quando a autora menciona que um homem solteiro e possuidor de grande fortuna deve ser o desejo de uma esposa. Com esta citação, Jane Austen faz três referências importantes: a autora declara que o foco da trama será os relacionamentos e os casamentos, dá um tom de humor á obra ao falar de maneira inteligente acerca de um tema comum, e prepara o leitor para uma caçada de um marido em busca da esposa ideal e de uma mulher perseguindo pretendentes. O romance retrata a relação entre Elizabeth Bennet (Lizzy) e Fitzwilliam Darcy na Inglaterra rural do século XVIII. Lizzy possui outras quatro irmãs, nenhuma delas casadas, o que a Sra. Bennet, mãe de Lizzy, considera um absurdo. Quando o Sr. Bingley, jovem bem sucedido, aluga uma mansão próxima da casa dos Bennet, a Sra. Bennet vê nele um possível marido para uma de suas filhas. Enquanto o Sr. Bingley é visto com bons olhos por todos, o Sr. Darcy, por seu jeito frio, é mal falado. Lizzy, em particular, desgosta imensamente dele, por ele ter ferido seu orgulho na primeira vez em que se encontram. A recíproca não é verdadeira. Mesmo com uma má primeira impressão, Darcy realmente se encanta por Lizzy, sem que ela saiba do fato. A partir daí o livro mostra a evolução do relacionamento entre eles e os que os rodeiam, mostrando também, desse modo, a sociedade do final do século XVIII.Considerado a obra prima de Jane Austen, ‘Orgulho e Preconceito’ ganhou diversas versões para o cinema e televisão, a mais recente em 2005, com interpretações de Keira Knightley e Matthew Macfadyen nos papéis principais.

Emocionante….. para nossa querida blogueira…..

ff

 

Pausa para refletir

 

Realmente não sei dizer, foram tantos! Um que gostei bastante foi orgulho e preconceito, me apaixonei pelo Darcy

Mais sobre Jane Austen, confira o post!

A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS

 

a menina (1)

Esse livro tem que fazer parte do seu repertório de leituras….é enriquecedor! Aprendemos, choramos e partilhamos de sentimentos com seus personagens….confira a sinopse:

Ao perceber que a pequena Liesel Meminger, uma ladra de livros, lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. A mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler. Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade. A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História.
                                                                                                                                                       Livraria cultura

Sem palavras…. A blogueira Biaah as tem e as expressa da seguinte maneira:

gg

Biaah Teodoro

Nossa tarefa complicada, pq com anos de leitura existem milhares de livros que conquistam os nossos corações. Mas vou falar com o que mais me identifico, é o “A menina que roubava livros”, bom amo muito ler sobre a segunda guerra e dentro desta história MA-RA-VI-LHO-SA e sofrida, encontramos uma garota que tem uma grande cede de aprender a ler e que com seu esforço consegue,e eu vivi esta cede de aprender a ler, por uma dificuldade que eu tive não conseguia a aprender a ler, todos meus amigos liam e faziam lindo lá na frente, mas eu não. Chorei, sofri e um dia aprendi e depois disso nunca mais abandonei a leitura, talvez por medo de desaprender, e é o que acontece nesta história, depois que ela aprende nunca mais larga, tem suas dificuldades e aonde encontra seu conforto é na leitura. Por conta de me identificar com a personagem eu escolho este livro.

FILME

Espero que gostem e curtam!!!Até o próximo post!!

Anúncios

10 comentários sobre “Qual seu livro predileto? – Respostas (parte 2)

  1. Boppe disse:

    Sem ordem de preferência:
    O Leitor (Der Vorleser), de Bernhard Schlink;
    O Crime do Padre Amaro, de Eça;
    47 Contos de Isaac Bashevis Singer;
    O Último Suspiro do Mouro, de Salman Rushdie;
    Eu Sou um Gato, de Natsume Soseki;
    O Cortiço, de Aluísio Azevedo;
    Voragem, de Junichiro Tanizaki;
    A Caixa Preta, de Amós Oz;
    A Trégua, de Primo Levi.
    A Mulher que Escreveu a Bíblia, de Moacyr Scliar.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s